terça-feira, 16 de junho de 2009

Enfim...

Não paro de pensar em você.

Devia ouvir o bom senso, te esquecer, aceitar que não vou lhe ter.

Mas meu coração é cego, não me ouve, e insiste em bater por você.

Tento não lembrar de você, mas meu cérebro também é rebelde!!!

Insiste em focalizar seu rosto, seu sorriso, tudo de você que só fotos me trouxeram.

E ao mesmo tempo em que pensar nisso me faz sorrir como há muito tempo não fazia...

Faz-me sentir as coisas de modo que não lembrava... Extasia-me...

Ao mesmo tempo termino chorando.

Pois cada vez mais tenho certeza que nunca vou ter esse sorriso diante de mim.

E chorar é o melhor jeito de arrancar você de mim.

Um comentário:

Bardock o Bardo disse...

Como dizia o Bozo Vamos partir para outra ehehhehe ele dizia isso?
eheheh to zuando, agora sei de onde vem a inspiração primordial dos poetas... da tristeza.